Webinar do CIPI marca o início de um novo momento para os investimentos em infraestrutura do Governo Federal

Na tarde do dia 12, foi realizado o evento de lançamento do Cadastro Integrado de Projetos de Investimentos - CIPI
Publicado em 14/01/2021 09:01

Na tarde de ontem (12/01), foi realizado o evento de lançamento do Cadastro Integrado de Projetos de Investimentos - CIPI. No formato de webinar, o evento teve duração de 2 horas e foi reproduzido pelo Youtube, a fim de que ele possa permanecer acessível a todos os interessados no tema.

Webinar do CIPI foi muito bem recebido pelo público e contou com um saldo positivo de:
- 1832 reproduções da transmissão durante o evento
- 840 visualizações no YouTube [MP Streaming]
- 341 pessoas acompanhando simultaneamente ao vivo
- 55 perguntas respondidas
- Muitos elogios

Os muitos elogios se justificam por finalmente ter sido desenvolvida uma ferramenta que atende à necessidade, há muito identificada, de uma fonte única e confiável de dados sobre obras do Governo Federal. “Após uma série de discussões, definiu-se [em 2019] que a Seges encabeçaria esse projeto...e temos a satisfação de dizer que ele foi feito com recursos muito inferiores ao que se estimou no início e num tempo considerado bastante rápido pela dimensão dele e pelo tempo que se esperava por essa solução” ressaltou o Secretário de Gestão do Ministério da Economia, Cristiano Heckert, na abertura do evento.

O Coordenador-Geral de Controle Externo de Infraestrutura do Tribunal de Contas da União, Manoel Moreira Neto, destacou que essa ferramenta foi desenvolvida baseada em uma visão de continuidade e servirá tanto para a União identificar seus principais gaps, quanto para o controle, seja ele interno ou externo, ter meios efetivos de realizar seu trabalho. Manoel acrescentou ainda que, acima de tudo, o CIPI viabilizará o controle social.

Frisou-se, ainda, a importante parceria da Controladoria-Geral da União no desenvolvimento do CIPI. Jose Marcelo Castro de Carvalho, Secretário Executivo da Controladoria-Geral da União, afirmou que a CGU entrou nesse processo porque a situação era complexa e não havia grandes evoluções no passado.

A apresentação do sistema ficou a cargo da Diretora do Departamento de Transferências da União, Regina Lemos, e do Analista de Infraestrutura, Diego de Oliveira, ambos do Ministério da Economia. Já é possível entrar no sistema, cadastrar, empenhar e consultar investimentos ou projetos de investimentos em infraestrutura. Isso pode ser feito por meio do endereço eletrônico abaixo:
cipi.economia.gov.br

A partir de agora será possível realizar uma melhor gestão das obras públicas do Governo Federal pois, ao realizar o cadastro no CIPI, será gerado um número identificador único (ID), por meio do qual será possível acompanhar todo o ciclo de vida desses investimentos. Outra facilidade do cadastro é a representação da localização das obras em mapa. Além de facilitar a visualização dos investimentos públicos, o gestor conseguirá verificar áreas de restrições legais e sobreposições antes de cadastrar um investimento.

Por enquanto, a ferramenta só é obrigatória para as obras que receberem empenho a contar deste mês de janeiro. A obrigatoriedade também só recai para empenhos de recursos do Poder Executivo Federal. A Diretora Regina informou, no entanto, que a ferramenta está disponível para adesão voluntária de estados e municípios que queiram fazer a gestão de seus recursos por meio do CIPI.

Veja os normativos sobre o CIPI:

Decreto nª 10.496/2020, de 28 de setembro de 2020

Portaria nº SEGES/ME nº 25.405, de 23 de dezembro de 2020

 

Baixe a apresentação sobre o CIPI, aqui.
Veja as Telas do Sistema, aqui.

Assista a transmissão do evento: